quarta-feira, 18 de novembro de 2009

homenagem a raul


material retirado do site do guabiras, muito legal, um dos melhores quadrinistas do ceará.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Trabalhos sobre "utopias"

Neste semestre de 2009.2 propus aos alunos das disciplinas de Geografia Política e Geografia Humana e Econômica, dos cursos de Geografia e Ciências Sociais, respectivamente, pesquisar sobre as "utopias", os sonhos e ideais presentes na origem (formação) de seus locais de origem (localidade, distrito, município, etc) e quais seriam hoje essas utopias. Partimos de um dos capítulos do livro "Espaços de Esperança" de David Harvey como referencial teórico e porque não dizer metodológico. As propostas foram as mais diversas a partir de então, muitas dúvidas, que suscitaram debates interessantes sobre a relação do espaço com esse ente deslocado da geografia, a esperança, o sonho, tão bem recolocado na mesma por Harvey. Interessante como trabalhar com temas as vezes inóspitos aos geógrafos e também aos cientistas sociais gera inicialmente um medo extremo: "Professor, minha cidade não tem nada demais! Não tem fonte de pesquisa, esse negócio é muito difícil de fazer." Coisas deste tipo surgiram no início, mas depois começaram a chegar outras notícias do front: "Professor, não sabia que na minha cidade tinha acontecido isto, que tínhamos isso e minha localidade...". As coisas começaram a se tornar mais palpáveis, embora o tema fosse bem subjectivo. Esboços de pesquisa desanuviando a realidade as vezes tão previsível. Ficou definido que as formas de apresentação do resultado final seriam livres: escrito, falado, encenado, filmado, postado (blogs). Alguns resultados começaram a aparecer através de dois blogs criados pelos alunos: Geógrafos de Tiangua, blog sobre Tianguá e Território sobre temas mais epstemológicos. Ambos estão nos links deste blog, vale a pena dar uma olhada. Existem ainda propostas de vídeos e esquetes teatrais para a apresentação de trabalhos, vamos esperar pra ver. Postarei aqui os trabalhos ao final das disciplinas. Ao final quero que estes trabalhos, primeiro, tirem as pessoas de suas posições e busque pesquisar: faz bem a pele. Segundo, um objectivo mais pessoal, conhecer coisas e situações que possam enriquecer a minha e a vida dos alunos. Terceiro, ter resultados que possam ser trabalhados posteriormente, no próximo semestre, dependendo dos resultados alcançados neste.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

sobre nossa época

Nossa época, embora fale tanto de economia, é esbanjadora: esbanja o que é mais precioso, o espírito.

Nietzsche (1881)